O departamento de educação e pesquisa da superintendência do Procon/Campos acaba de divulgar a pesquisa mensal dos preços dos combustíveis nos postos do município. A pesquisa foi realizada nos dias 29 e 30 de Agosto e abrangeu 30 postos, localizados na área Central e nos distritos de Goitacazes, Guarus e Travessão. Foram aferidos os preços de cinco combustíveis, sendo eles Gasolina Comum, Gasolina Aditivada, Etanol, Diesel e Diesel S10.

 

Após o aumento das alíquotas do programa de integração social (PIS) e da contribuição para o financiamento da seguridade social (Cofins), em Julho, sobre a comercialização da gasolina, óleo diesel e etanol, que levou o preço médio do litro da gasolina  a subir 7% nas bombas do município de Campos e  8,23% na média do país, houve uma ligeira redução no mês de agosto. O preço médio da gasolina, de R$ 4,06 passou a ser comercializado, em média, por R$ 4,00. O etanol, de R$ 3,00, passou a ser encontrado por R$ 2,97. 

 

 

 

 

O preço mais barato encontrado nos postos do município, no mês de Agosto, foi de R$ 3,77 para a gasolina comum, R$ 4,09 a gasolina aditivada, R$ 2,67 o etanol, R$ 2,99 o diesel e R$ 3,12 o diesel S-10. O preço médio dos combustíveis, como mostra o gráfico acima, totalizou R$ 4,00 a gasolina comum, R$ 4,18 a gasolina aditivada, R$ 2,97 o etanol, R$ 3,14 o diesel e R$ 3,27 para o Diesel S-10. Já o mais caro preço encontrado foi de R$ 4,29 a gasolina comum, R$ 4, 39 a gasolina aditivada, R$ 3, 54 o etanol, R$ 3, 34 o Diesel e R$ 3,49 o diesel S-10. A variação dos preços foi maior para o combustível etanol, com 33% de diferença do maior para o menor preço. Os preços que apresentaram maior homogeneidade, por sua vez, foram os da gasolina aditivada, com 7% de variação. Segundo a pesquisa da Agencia Nacional do Petróleo (ANP), os preços médios por litro praticados no Brasil foram: R$ 3,78 (Gasolina); R$ 2,61 (Etanol); R$ 3,10 (Diesel) e R$ 3,23 (Diesel S-10).

 

 

O órgão de defesa do consumidor, no entanto, alerta o consumidor para as elevações dos preços dos combustíveis, já visíveis nos primeiros dias de setembro. A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (8) uma elevação de 2,6% para os preços da gasolina em suas refinarias, enquanto o diesel terá alta de 1,5%, segundo informações divulgadas no site da companhia. A alta chega a 11% somente no início desse mês. Em nota sobre os reajustes, a Petrobras informou que: “Na última semana, em face dos impactos do furacão Harvey na operação das refinarias, oleodutos, e terminais de petróleo e derivados no Golfo do México, os mercados de derivados sofreram variações intensas de preços”.

 

 

O Procon/Campos adverte que os postos de combustíveis só devem majorar o preço se houverem adquirido os produtos com preços reajustados pelas distribuidoras, tendo a nota fiscal como comprovante da aquisição do produto com novo valor. Caso contrário, ficará caracterizado aumento sem justificativa, prática abusiva prevista no Código de Defesa do Consumidor.